terça-feira, 4 de novembro de 2008

Quilombolas de Alcântara

.
Incra reconhece Território Quilombola de Alcântara (MA)

Brasília, 04 de novembro de 2008.

O Incra reconheceu e delimitou nesta terça-feira (4) o território da comunidade remanescente do Quilombo Alcântara, no Maranhão. O Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID) de Alcântara está publicado na edição do Diário Oficial da União desta terça-feira.

O RTID aponta a destinação de 78,1 mil hectares para as comunidades Quilombolas e 9,3 mil hectares para a o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), de forma a assegurar a continuidade do programa espacial brasileiro.

Na área determinada aos remanescentes de Quilombo, vivem cerca de 3.500 famílias, divididas em 106 comunidades que, segundo o presidente do Incra, Rolf Hackbart, a partir de hoje são reconhecidas como cidadãs. “Esta é uma vitória histórica. Após 300 anos, essas comunidades começam a fazer parte da república federativa do Brasil”.

Hackbart lembrou ainda que a partir do reconhecimento, a vida dessas comunidades muda. “Agora, as famílias poderão acessar créditos e as políticas públicas chegarão efetivamente”. O próximo passo do Incra é identificar todos os posseiros e proprietários de títulos verdadeiros que ocupam essas áreas. As terras dos proprietários serão pagas por Títulos da Dívida Agrária (TDA). E as benfeitorias, sejam de proprietários ou dos posseiros, serão pagas em dinheiro.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Agrário / INCRA

Comentário: a questão quilombola de Alcântara, um dos problemas para a exploração comercial do CLA parece "estar entrando nos eixos". Novidades, não só sobre os quilombolas, mas sobre o projeto da Alcântara Cyclone Space em geral são aguardados para breve. Agradecimento a J.O pelo envio da nota do MDA.
.

4 comentários:

iurikorolev disse...

Que furo,Mileski !
Ótima notícia !
Sds
Iuri

iurikorolev disse...

Que furo, Mileski
Ótima notícia !!
SDs
Iuri

Sengedradog disse...

O Brasil às vezes se parece com o Botafogo: parece que são coisas que só acontecem com o Brasil... enquanto isso outros países avançam a passos largos no espaço.
Eu até desconfio que tem dedo estrangeiro nessa história.

phobus disse...

Agonia de Uma Nação- O que se constata são os responsáveis pelos interesses da nação e de seu desenvolvimento se preocuparem mais com ações demagógicas em detrimento da grande parcela do povo, em todos os quadrantes da Nação, onde sofrem pela falta de educação de qualidade, segurança, saúde. As castas administrativas promovem ações afrontando a Nação, como se esta fossem terras para filantropias,pois, provavelmente, vivem ou viveram no exterior, desconhecendo os valores morais e o civismo do povo brasileiro.Estão dividindo e distribuindo o Pais,como no caso de Alcantara,que poderiam os moradores(são brasileiros) serem indenizados como em qualquer caso de interesse publico e não prejudicando o desenvolvimento espacial brasileiro.As Nações se fortaleceram pela unidade coercitivas ou não, é histórico. Grupos fortalecidos geram os conflitos, violências e atrocidades objetivando impor suas ambições, conforme ora constatamos pelo mundo.Logo, vão devolver a metade do Brasil para a Espanha, pela lógica corrente em nossos administradores que não zelam pela unidade e interesses da Nação Brasileira.Na seqüência pela mesma lógica de nossos responsáveis administradores, poderiam os E.U. devolver uma parte de seu território para os mexicanos e o Alasca para a Rússia.Os Bandeirantes foram ousados empreendedores como foram todas as nações coloniais.