quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Operação Raposa: FTI lançado com sucesso

.
CLA lança mais um Foguete de Treinamento Intermediário com sucesso

Brasília, 21 de agosto de 2014 – O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, lançou nesta quinta-feira (21) o 11º Foguete de Treinamento Intermediário (FTI). A atividade objetiva checar previamente as ações que envolvem o lançamento e rastreio do foguete VS-30 com experimentos embarcados no próximo dia 29.

O lançamento ocorreu às 13h58 – horário de Brasília – com duração total de voo de 3 min e 32 segundos até a queda no Oceano Atlântico, na área de impacto prevista. O FTI lançado objetivou ainda treinar as equipes e testar os meios associados às atividades de preparação, montagem, transporte, integração, lançamento e rastreio de veículos espaciais.

Além disso, a partir dos parâmetros seguidos e resultados obtidos após o voo, espera-se obter a qualificação e certificação do veículo junto ao Instituto de Coordenação e Fomento Industrial (IFI). “Com o lançamento de hoje, foi verificado que todos os equipamentos e sistemas do CLA, além de toda equipe envolvida está pronta e preparada para a realização do lançamento principal do foguete VS-30 na próxima semana. É fundamental lançamentos do tipo para que possamos manter o Centro pronto para poder operar veículos de porte maior e mais complexos”, afirma o coronel engenheiro César Demétrio Santos, diretor do Centro.

O FTI é um foguete fabricado pela indústria nacional Avibrás e integra o Projeto Fogtrein – Foguete de Treinamento – que juntamente com o Foguete de Treinamento Básico (FTB) visam manter a operacionalidade dos centros de lançamentos brasileiros tanto o CLA quanto o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), no Rio Grande do Norte.

A atividade foi realizada pelo CLA em conjunto com engenheiros e técnicos do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), da Agência Espacial Alemã (DLR) e do CLBI. Também apoiaram a operação esquadrões aéreos de transporte de carga e pessoal, e de asas rotativas em eventual Evacuação Aeromédica. A Marinha do Brasil (MB) atuou no isolamento do trafego marítimo e na comunicação com os navegantes, bem como o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) realizou a interdição do tráfego aéreo na região.

Fonte: CLA, via AEB.
.

3 comentários:

Marcelo Boueri disse...

Parabéns CLA !

Marcelo Boueri disse...

PARABÉNS FORÇAS ARMADAS

Marcelo Boueri disse...

PARABÉNS FORÇAS ARMADAS