terça-feira, 12 de outubro de 2010

Novo website da INVAP

.
A companhia argentina INVAP, atuante nas áreas nuclear, aeroespacial, radares, industrial e sistemas médicos, está com um website com novo lay-out e mais informações sobre sua história, atividades e projetos. O site é http://www.invap.com.ar

Fundada na década de setenta para atuar inicialmente no setor nuclear, a estatal INVAP é a principal indústria espacial da Argentina, estando envolvida em todos os projetos de satélites do país vizinho, como o de observação terrestre SAC-D, que no momento está em testes no Laboratório de Integração e Testes (LIT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos, e os de comunicações da série Arsat.

Curiosamente, o novo website (assim como o antigo) não traz qualquer menção ao contrato de desenvolvimento do sistema de controle de atitude e órbita (ACDH, sigla em inglês) para a Plataforma Multimissão (PMM), firmado com o INPE no final de 2008, pelo valor aproximado de R$ 47,5 milhões.
.

2 comentários:

Marcelo disse...

Caro Mileski,

Ter colocado a palavra "curiosamente" foi bondade sua.

Vou explicar porque a palavra mais adequada deveria ser na verdade um palavrão.

Um exercício de lógica:

Se uma empresa (no caso a INVAP da argentina) está desenvolvendo um produto para o governo brasileiro (no caso o ACDH), que será utilizado no mais moderno satélite deste país, não seria isso motivo de orgulho para essa empresa (INVAP) e esse país (Argentina)?

Por que não mencionar isso em seu website?

Resolução do exercício:

O ACDH é a sigla para Atitude Control and Data Handling, ou seja, Controle de Atitude e Tratamento de Dados.

Foi este o nome do subsistema que a INVAP arrematou em um processo com dispensa de licitação, realizado no final de 2008, por R$ 47 milhões.

Em setembro de 2010 foi iniciada a licitação para a aquisição de dois produtos que integram o ACDH, são eles: (i) 4 (quatro) sensores de estrelas para integrar o Sistema de Controle de Atitude (ACDH - Atitude Control and Data Handling); (ii) 1 (uma) unidade de interfaces OBDH (On-Board Data Handling).

Este início da licitação foi reportado inclusive no seu blog (http://panoramaespacial.blogspot.com/2010/09/amazonia-1-licitacoes-sao-iniciadas.html)

Então, se foram abertas licitações de equipamentos que compõem o ACDH, é porque de fato o que a INVAP está desenvolvendo não é o ACDH, mas somente parte dele.

O motivo preço mais baixo foi apresentado para justificar a escolha da proposta da INVAP, comparando com as outras propostas apresentadas nas concorrências anteriores, conforme consta também em seu blog (http://panoramaespacial.blogspot.com/2009/03/contrato-do-acdh-alguns-pontos.html)

Porém, agora vê-se o porquê do preço da INVAP ser o mais baixo. Porque de fato foi contratado em 2008 algo que não pode ser chamado de ACDH.

Abraços, Marcelo.

Andre Mileski disse...

Marcelo, você tem razão e já haviam me alertado sobre isto. Pelo que me falaram, a concorrência que o INPE promoveu para a aquisição do ACDH no final de 2008 (e que foi cancelada) já inclui o OBDH (estrutura mecânica) e sensor de estrelas. Quando cancelaram, imagino que por indisponibilidade de valor em orçamento, acabaram contratando esse sistema parcial com a INVAP. Na verdade, estou colhendo já há algum tempo alguns elementos sobre esse fato, e quando os resultados do sensor de estrelas e OBDH forem anunciados, pretendo escrever alguma coisa.

Abraços,

André