terça-feira, 30 de junho de 2009

Rumores sobre a desativação do CLA

.
Jobim fala na CRE sobre estratégia nacional de defesa e desativação da Base de Alcântara

29/06/2009 - 12h42

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, participará de audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), na próxima quarta-feira (01), a partir das 10h, para discutir a Estratégia Nacional de Defesa. Ele deverá esclarecer ainda notícias sobre a desativação da base de lançamento de foguetes de Alcântara, no Maranhão, em razão de impasse com comunidades quilombolas da região.

A Estratégia Nacional de Defesa, segundo observa o presidente da CRE e autor do requerimento para debater o assunto, senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), foi criada em decreto assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 18 de dezembro de 2008.

O documento determina aos órgãos da administração federal que considerem, em seus planejamentos, ações destinadas ao fortalecimento da Defesa Nacional. O objetivo é modernizar a estrutura nacional de defesa, com ênfase na reorganização das Forças Armadas, com a reestruturação da indústria brasileira de material de defesa e com uma política de composição de seus efetivos.

O requerimento para debater a situação da Base de Alcântara é dos senadores Augusto Botelho (PT-RR) e Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR).

Fonte: Agência Senado, editado pelo blog.

Comentário: segundo pode apurar o blog, aparentemente as informações sobre uma possível desativação do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) não possuem fundamento. Convém mencionar que a desativação do CLA implicaria a renúncia do programa de lançadores espaciais, do Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE). Os rumores referentes à desativação provavelmente fazem parte da disputa interna do governo federal em relação à questão dos quilombolas.
.

3 comentários:

Sengedradog disse...

Essa notícia só pode vir de gente perversa! Só quem vai ganhar com isso são os ideológos do atraso.

ordenacaomanoelina disse...

Para militares que passivamente aceitaram receber ordens de um civil,que ainda transformou o Ministério da defesa em palco de frases copiadas e a exposição da habilidade na distorção da verdade
Para esses militares tudo é possível pois ja rasgaram o artigo da constituição que determina suas funções para com este sólo sagrado

Unidade de Carbono no Palido ponto Azul disse...

Sinceramente, o programa espacial nacional é muito mal divulgado. Agora aparecem aproveitadores de ultima hora para tirar casquinha "do que já não tem muita coisa". Tudo que se conseguiu nos 40 anos de pesquisas e suor de pessoas que muitas vezes sacrificaram suas vidas por um objeto maior, terá sido em vão.
Tudo é uma questão de educação. Se nossas crianças na escola aprendessem desde cedo sobre nosso Programa Espacial, já a muitos anos deveriamos ter saída da atual situação que se encontra. Países que estavam atrás do Brasil nas pesquisas espaciais, como Israel, Irã, Coreia do Norte e até a Coreia do Sul, estão passando a frente do Brasil, que está perdendo uma oportunidade histórica para mudar o destino do país perante o mundo.
Vergonha.

Ricardo Melo